E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

O que faz o técnico do IBGE?

Por: Vanessa Cagliari
26/01/2016
O que faz o técnico do IBGE? 

O IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) está com inscrições abertas para o concurso público que vai selecionar 600 cargos, sendo 460 de técnico, 90 de analista e 50 de tecnologista. Mas antes de escolher qual cargo concorrer, é importante conhecer as atribuições das carreiras e, hoje, vamos contar como é o trabalho do técnico em informações geográficas e estatísticas do IBGE.  

 

 

O IBGE tem como objetivo identificar, mapear e analisar o território brasileiro, o crescimento demográfico, a evolução da economia através do trabalho e da produção das pessoas e revela também como elas vivem. O trabalho do técnico do IBGE é, basicamente, oferecer suporte técnico aos projetos de pesquisa, produção, análise e divulgação de dados estatísticos, ambientais, cartográficos, geográficos, geodésicos e topográficos para manter atualizada a base territorial dos municípios.

 

 

Para isso, o técnico deverá coletar essas informações em diversas fontes por meio de entrevistas em estabelecimentos comerciais e em domicílios, organizando-as e registrando-as para que se obtenha uma estatística relevante sobre determinado tema. Confira as particularidades de cada área estudada pelo órgão:

 

 

1.Estatística

Os dados estatísticos produzidos pelo IBGE são classificados em: Estatísticas Sociais e Demográficas, Estatísticas Econômicas, Estatísticas Agropecuárias, Estatísticas de Preços e Sínteses Econômicas e Sínteses Sociais e Estudos. Essas pesquisas coletam informações sobre as principais características da população brasileira como: idade, sexo, cor ou raça, educação, emprego, trabalho, orçamento familiar, rendimento, habitação, migração, fecundidade, mortalidade, nupcialidade, saúde, saneamento básico, segurança alimentar, informalidade, assistência social, gestão pública municipal e estadual. As informações são obtidas por meio de pesquisas feitas em domicílios realizadas por meio de entrevistas, ou são provenientes de registros administrativos mantidos por outras instituições.

 

 

2.Cartografia

A cartografia representa graficamente, em mapas, as especificidades de uma determinada região geográfica. O IBGE desenvolve mapas e cartas topográficas derivadas (nacionais, regionais, estaduais e municipais) em escalas compatíveis com os levantamentos dos aspectos físicos e culturais, quanto à ocorrência e distribuição espacial.

 

 

3.Topografia

Essa área abrange um conjunto de procedimentos que têm por objetivo a representação do espaço territorial do Brasil, como o relevo, de forma metódica, por meio de séries de cartas gerais, contínuas, homogêneas e articuladas. Os dados topográficos são necessários para a elaboração de projetos de engenharia com a finalidade de descobrir se o solo tem condições de abrigar construções. Alinhada à cartografia, a topografia analisa as particularidades, formas do terreno e acidentes geográficos naturais e artificias.

 

 

4.Geodésia

A geodésia é a área que analisa a determinação da forma, das dimensões e do campo de gravidade da Terra. Na prática, caracteriza-se pela implantação e manutenção de um sistema chamado de Sistema Geodésico Brasileiro, formado por um conjunto de estações, materializadas no terreno, cuja posição serve como referência precisa a vários projetos de engenharia como a construção de pontes, estradas, barragens, entre outros. Enquanto a topografia estuda pequenas porções de uma superfície (até 30km) a geodésia mapeia grandes porções de terra.  

 

 

5.Meio Ambiente

Nessa parte, o IBGE produz estudos acerca dos impactos dos fatores naturais e das atividades humanas sobre o meio ambiente natural que ameaçam os animais e as florestas, afetam a saúde humana e comprometem as atividades econômicas. Produz também indicadores ambientais, a partir de dados sobre o uso de agrotóxicos, uso da terra e cobertura vegetal, poluição industrial, saneamento básico e atividades econômicas. Clique aqui e conheça algumas das pesquisas produzidas pelo instituto.

 

 

Além de coletar informações dessas áreas, o técnico do IBGE também deve:

 

-Realizar atividades de administração de recursos humanos, materiais, patrimoniais, orçamentários e financeiros dando suporte à área de jurisdição;

 

-Executar atividades de supervisão de pesquisa de campo referentes à área de jurisdição, acompanhando a distribuição, o controle e o resultado das coletas de dados, através dos sistemas específicos de acompanhamento e controle das pesquisas;

 

-Supervisionar as equipes de trabalho nas diversas pesquisas;

 

-Participar dos treinamentos presenciais e a distância e organizá-los bem como atuar como instrutor, oferecendo suporte e apoio técnico na organização e realização destes.

 

Se interessou pela carreira? Então faça sua inscrição no concurso do IBGE pelo portal da FGV até 28 de janeiro e estude com o curso online de técnico em informações geográficas e estatísticas do IBGE que oferece todo o suporte necessário para você conquistar a aprovação.

 

O posto de técnico requisita apenas a formação de nível médio e oferece salário inicial entre R$3.098,85 e R$4.638,01, de acordo com a classe padrão. Entre os benefícios oferecidos pela carreira estão: plano de saúde, auxílio-transporte, auxílio pré-escolar, auxílio-creche e adicional de insalubridade ou periculosidade, quando cabíveis. 


Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar