E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Defensoria/SP - Órgão confirma novo concurso para oficial e agente

Por: Editorial IOB Concursos
24/09/2012

A Defensoria Pública do Estado de São Paulo já iniciou os preparativos para a realização de um novo concurso público. Estão em pauta os cargos de agente de defensoria, função que exige nível superior, e oficial de defensoria, posição que demanda o ensino médio completo.  Será o segundo concurso realizado para prover o primeiro cargo e o terceiro para preenchimento do segundo.
 
De acordo com o departamento de comunicação do órgão, ainda não há muitos detalhes a serem disponibilizados, como número de vaga, abrangência da seleção ou mesmo se serão publicados dois editais distintos. Já é certo, porém, que a organização ficará sob responsabilidade da Fundação Carlos Chagas; a mesma organizadora das outras seleções promovidas pela Defensoria.
 
Em 2009 foram liberados quase que simultaneamente um edital para agente, com 73 vagas, e outro para oficial, com 163 ofertas.  

Tudo leva a crer, principalmente pelo fato de serem carreiras ainda recentes nos quadros da Defensoria de São Paulo, que essa proporção deva ser mantida: dois editais e maior oferta para oficial.
 
Apoio

Os interessados na posição de agente precisam ter formação superior nas áreas requeridas. A abrangência costuma ser grande. No único concurso realizado até o momento foram oferecidas vagas para graduados em psicologia, análise de sistemas, arquitetura, administração, serviço social, sociologia, contabilidade, desenho industrial, engenharia, jornalismo e publicidade. Compete ao agente auxiliar na execução de estudos, planos e projetos institucionais. A remuneração oferecida foi de R$ 3.420.  

A fase de avaliações, que não deve ser modificada, consistiu em prova objetiva, redação e análise de títulos.

Já o cargo de oficial fundamenta-se em prestar apoio técnico e logístico nas diversas áreas do órgão. Justamente por esse amplo leque, outra exigência da função é que o candidato tenha carteira nacional de habilitação (CNH) na categoria “B”. No concurso aberto em 2009, a remuneração oferecida foi de R$ 1.160. O novo edital, porém, deve apresentar um novo e reajustado vencimento. 
 
A fase de avaliações é, compreensivelmente, mais sucinta. Pautada por uma um único exame objetivo com questões de língua portuguesa, matemática, informática e conhecimentos básicos jurídicos e institucionais. 
 
Com a finalidade de contemplar aqueles leitores que vislumbram nesse concurso uma boa oportunidade para ingressar no serviço público, o JC&E disponibiliza o conteúdo programático completo da última seleção para o cargo de oficial de defensoria.

 
Fonte: Site Jornal dos Concursos

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar