E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Concursos autorizados para carreiras policiais oferecem mais de 16.400 vagas

Por: Vanessa Cagliari
24/05/2016
Concursos autorizados para carreiras policiais oferecem mais de 16.400 vagas 

Os concurseiros que pretendem ingressar na área de segurança pública já podem começar a se preparar para as provas, pois nos próximos meses, novos concursos públicos para carreiras policiais serão abertos, que juntos somam um total de 16.482 vagas. O mais requisitado da área é o concurso da Polícia Civil de São Paulo, com vagas em cargos de níveis médio e superior e salários de até R$10 mil. As oportunidades estão divididas entre instituições de vários estados. Confira:

 

 

Polícia Civil de São Paulo

A Polícia Civil de São Paulo (PC-SP) recebeu do governo estadual aval para realizar concurso para cargos de níveis médio e superior. Geraldo Alckmin sancionou a lei complementar 16.083, que trata do orçamento de São Paulo para 2016, e, para a corporação, foram liberadas 3.176 vagas e R$30,5 milhões para a realização de processos seletivos.

 

As carreiras autorizadas que exigem formação de nível médio são de papiloscopista policial (72), agente policial (248), auxiliar de papiloscopista (136), agente de telecomunicações (252), desenhista técnico pericial (11), atendente de necrotério (54), auxiliar de necropsia (36) e fotógrafo pericial (41). A remuneração para auxiliar de papiloscopista, atendente de necrotério e agente policial é de R$3.365,00; e para os demais cargos, R$4.023,29.

 

Já os cargos nível superior são de investigador (985), escrivão (922), perito (129), delegado (221) e médico legista (68), com salários de R$4.171,49 para investigador e escrivão; R$8.538,49 para médico legista e perito; e R$10.079,28 para delegado. Agora o próximo passo é definir a banca organizadora do certame. Saiba mais.


 

Polícia Militar de São Paulo

O concurso da Polícia Militar de São Paulo (PM-SP) foi autorizado no dia 19 de maio pelo governador do estado e terá 131 vagas para o curso de formação de oficiais - alunos oficiais. Além de formação de ensino médio, a seleção requisita idade de até 26 anos, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. O salário inicial é de R$2.889,27, já incluso o adicional de insalubridade de R$571,51.

 

O curso terá duração de quatro anos. No segundo ano, a remuneração passa para R$3.106,99; depois para R$3.414,53 no terceiro ano e, no último, o salário chega a R$3.690,23. Após um período de seis meses a um ano de conclusão, os novos servidores passam a ser aspirante a oficial, e receberão salário no valor de R$6.037,35. Ao se tornar segundo tenente, o valor passa para R$6.353,79.

 

 

Segurança Pública do Mato Grosso

O governador do Mato Grosso, Pedro Taques, e o secretário de Segurança Pública, Fábio Galindo Silvestre autorizaram no dia 1º de fevereiro de 2016, novo concurso público para a Segurança Pública do Estado.

 

No total, foram liberadas 2.442 vagas, sendo 1.200 para soldado da Polícia Militar, 900 para investigador da Polícia Civil, 300 para escrivão da Polícia Civil e 42 para técnico em necropsia da Politec (Perícia Oficial e Identificação Técnica). O próximo passo é escolher a banca organizadora e a data de lançamento do edital de abertura.

 

 

Polícia Civil do Mato Grosso do Sul

No dia 13 de janeiro, o governador do Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, autorizou, por meio de publicação em diário oficial, o novo concurso público para a Polícia Civil do Mato Grosso do Sul (PC-MS) para os cargos de escrivão, delegado e investigador.

 

O documento não informou a quantidade de vagas, mas foi informado que todos os preparativos da seleção ficarão sob responsabilidade da Secretaria Estadual de Administração e Desburocratização, juntamente com a Secretaria Estadual de Justiça e Segurança Pública (Sejusp).


 

Polícia Civil do Pará

Autorizado, o concurso público da Polícia Civil do Pará assinou, em março, contrato com a Funcab (Fundação Carlos Augusto Bittencourt) para organizar a seleção do concurso da corporação. As funções contempladas na seleção são investigador (300), delegado (150), escrivão (180) e papiloscopista (20), totalizando 650 vagas. Os salários variam entre R$4.185,09 e R$10.062,50, de acordo com o cargo exercido.

 

O edital deve ser divulgado em maio, de acordo com o setor de concursos da Secretaria Estadual de Administração Pública do Estado (Sead/PA). As taxas de inscrição já foram definidos, que são de R$110,00 (investigador, escrivão e papiloscopista) e R$140,00 (delegado).

 

 

Polícia Militar de Goiás

Em março, o governador de Goiás informou que é necessário o combate à criminalidade do Estado e anunciou a autorização de concurso para a Polícia Militar de Goiás (PM-GO). Foram concedidas 2.500 vagas para o cargo de soldado de 3ª classe, que exige formação de nível médio.

 

 

Polícia Civil de Goiás

Junto com o aval do concurso da PM-GO, também foi autorizado o concurso da Polícia Civil de Goiás (PC-GO) que vai selecionar 500 profissionais para atuar na função de agente, de nível médio. De acordo com a assessoria de imprensa do governador do estado de Goiás, os dois concursos devem ser realizados ainda no primeiro semestre de 2016 para que os aprovados possam passar pelos cursos de formação a tempo.


 

Polícia Militar do Distrito Federal

O concurso da PM-DF recebeu autorização em 2013 e vai selecionar 204 profissionais para atuar na função de soldado. A carreira exige formação superior, idade de 18 a 30 anos, altura mínima de 1,65m para homens e 1,60m para mulheres. A remuneração é de R$3.603,70, durante o curso de formação; e R$4.419,56 após a conclusão do mesmo.

 

Inicialmente, a banca organizadora do concurso escolhida foi o IBEG (Instituto Brasileiro de Educação e Gestão), mas após análise de recursos apresentados, a PM-DF informou que a empresa não atendeu ao quesito "inquestionável reputação ético-profissional". Agora, as instituições que continuam na disputa são: Iades, Idecam, Cebraspe/Cespe, IBFC, Universa, Funcab e AOCP.

 

 

Polícia Militar do Ceará

A Polícia Militar do Ceará (PM-CE) recebeu autorização de concurso em março de 2015 e, na última terça-feira, 03 de maio, a instituição escolheu a AOCP (Assessoria em Organização de Concursos) como banca organizadora de seu processo seletivo com 4.200 vagas de soldado. Com a escolha, a expectativa é de que o edital possa ser divulgado em breve.

 

Para concorrer, é necessário possuir ensino médio, idade de 18 a 30 anos, altura mínima de 1,62m para homens e 1,57m para mulheres. O salário inicial é de R$3.200,00.


 

Polícia Militar do Tocantins

Já autorizada em janeiro de 2016, a seleção da Polícia Militar do Tocantins (PM-TO) já tem data de lançamento de edital confirmada: segundo informações do governo do estado, o documento será divulgado em 25 de agosto. O concurso deve oferecer 1.000 vagas para o cargo de soldado. Com base na última seleção, a função exige ensino médio completo; idade entre 18 e 30 anos; altura mínima de 1,63m para homens, e 1,60m (mulheres).

 

 

Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo

O Governo do Estado de São Paulo autorizou, em fevereiro, o concurso da SAP-SP (Secretaria de Administração Penitenciária de São Paulo) para um total de 1.679 vagas. A instituição já constituiu a comissão responsável pelos preparativos da seleção e a divulgação dos editais deverá ocorrer ainda no primeiro semestre desse ano, conforme informou o diretor de recursos humanos da SAP-SP, José Benedito da Silva.

 

Do total de oportunidades, 1.304 são para a carreira de agente de segurança penitenciária classe I, 51 para técnico de enfermagem, 265 para oficial administrativo, 252 para médico, 47 para agente técnico de assistência à saúde (42 para psicólogo e 05 para terapeuta ocupacional), 25 para analista administrativo e 05 para analista sociocultural - pedagogo. Para saber mais, clique aqui.

 

 

Conheça os novos cursos preparatórios para Carreiras Policiais e Delegado Federal e Estadual direcionados para os cargos públicos da área da segurança, como agente administrativo, perito, papiloscopista, investigador, escrivão e delegado da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Civil e Polícia Militar. Faça um test drive.

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar