E-mail/Senha incorreto. ×

ESQUECEU SUA SENHA?

Não se preocupe. Basta informar o e-mail que você usou para se cadastrar em nosso site.

Concentração - Mantenha a disciplina para ser aprovado no concurso

Por: Editorial IOB Concursos
30/09/2014
 


O resultado de um concurso depende muito do desempenho nos estudos. Sem motivação é difícil se manter firme durante o
processo de preparação para o exame, e para chegar ao objetivo é necessário ter disciplina.

Algumas pessoas tem mais facilidade para manter o foco do que outras, e essa diferença pode ser explicada por um propósito maior, ou seja, a motivação, contudo, existem estratégias que podem ajudar.


De acordo com Fernando Battestin, Mestre em Educação pela Unicid e consultor Sênior de educação corporativa da Leme Consultoria, para manter-se empenhado e motivado, é necessário ser disciplinado, saber organizar seu tempo e cumprir as ordens que você mesmo se dá. “Eu tenho feito alguns trabalhos expressivos nas empresas sobre administração do tempo e elas tem se preocupado em tornar as pessoas mais produtivas durante as oito horas diárias de trabalho disponíveis. O brasileiro ainda é pouco produtivo comparado ao americano ou japonês por exemplo, mas essa produtividade é basicamente por conta da má administração do tempo, e não porque eles são “melhores tecnicamente”, conta Fernando.


O uso excessivo da internet e redes sociais pode prejudicar a produtividade e o foco nos estudos, sendo assim, é necessário estipular um tempo de uso. “Se há perda de foco, o problema provavelmente é a falta de conexão com um propósito, ou seja, o estudante não percebe a importância do seu trabalho, e sabemos que a tecnologia tem contribuído negativamente para sair do foco e não manter sua disciplina”, afirma Battestin.

Para Fernando, o talento e o QI não são fatores determinantes para se sair bem em um exame ou em um processo seletivo. “Eu entendo que ser competente é ter o conhecimento, habilidade, atitude, motivação e amor, ou seja, para ser competente precisa ter o saber, o saber fazer, o fazer, o querer fazer, e o gostar de fazer”, conclui o especialista.

Veja o que outras pessoas acham deste conteúdo. Comente você também.

Deseja mesmo encerrar esse chat?


Motivo:


Encerrar Cancelar